ÉTICA MINISTERIAL



ANALISE DA ÉTICA MINISTERIAL

              Ética é a ciência que estuda o comportamento moral do homem, ou seja, a ética analisara seu comportamento em sociedade e lhe classificara como coreto ou não, por comportamento ético temos de entender que toda organização estabelece e segue certo padrão ético de conduta inclusive a Igreja, temos de entender que por mais que a sociedade pos modernista determine o que é moral e imoral, para nos servos de Deus é a Bíblia que nos dirá e determinara o que é certo e o que é errado.
                                    
                            

O OBREIRO E A ÉTICA MINISTERIAL



            Como podemos ver em nossos dias a falta de ética por parte de muitos servos de Deus é muito grande inclusive nos meios dos OBREIROS, quando o Espírito Santo orientou a Paulo nos critérios de escolha dos candidatos ao Presbitério ele estava estabelecendo os critérios éticos para tal função homens de boa reputação isso nos mostra como o candidato deveria ser visto pela sociedade, (I Tim c 3 v 7 )  cheios do Espírito Santo, ( Gal c 5 v 22 -26) isso mostra que seu caráter deveria estar moldado pela pessoa do Espírito Santo, cheios de sabedoria a Bíblia diz em (Sal c 111 v 10 )  que o temor ao Senhor é o principio da sabedoria. Então no contexto cultural da Igreja Judaica Cristã apostólica o Presbítero deveria ser um homem temente a Deus.
            Como se comportar no ministério é uma pergunta que às vezes ouvimos a Bíblia já nos mostrou o padrão moral dos candidatos agora vamos ver sua conduta ética dentro do ministério o Apostolo Paulo a referir-se aos Presbíteros em ( I Tim c 3 v 1-7 ) segue no versículo, ( 8) dizendo o seguinte “DA MESMA SORTE OS DIACONOS.” Ou seja o padrão de comportamento ético é o mesmo seja para o Pastor, Presbítero ou Diácono, falando aos Presbíteros no versículo, (4 ) do mesmo capitulo Paulo foi bem claro, que saiba governar sua casa, isso reforça o cuidado bíblico com a família, o apostolo esta mostrando que a liderança deve começar em casa  no versículo (15) é muito claro quando diz PARA QUE SAIBAIS  COMO CONVEM ANDAR NA CASA DE DEUS, o apostolo estava falando de comportamento ético de como exercer o ministério seja como Diácono ou Presbítero.
            O companheirismo ministerial e submissão à obediência aos seus lideres é algo imprescindível na vida de todo obreiro que queira trilhar o caminho de sua chamada  sabendo que aquele que o chamou é o mesmo que lhe entregara a cora de gloria na eternidade, ( II Tim c 4 v 7-8 ) mas quantos por não serem submissos e companheiros ficaram de fora do reino dos céus, Paulo sabia  o que era isso quando citou no versículo (10) do mesmo capitulo o exemplo de Demas que abandonando-o desviou-se da verdade e no versículo (11) ele é categórico Lucas esta comigo e traga também a Marcos  pois muito me será útil, no versículo (13-14) Paulo é claro traz a capa e os livros e os pergaminhos, o Apostolo era um Doutor em Teologia, ( I Tim c 1 v 11) um mestre que sabia o valor do companheirismo e também a falta do mesmo, Alexandre o latoeiro me causou muitos males, Paulo não fala quais, mas  fala  muito bem de todos os Seus companheiros, e isso é importante, pois no ministério nem todos são iguais os cargos são os mesmos mas o caráter de cada um é individual e nesse caso uma pessoa que não é companheiro e muito menos submisso é um mal caráter ou seja tem um desvio de comportamento ético,  as vezes o individuo não faz por mal foi mal orientado ou as vezes não estava preparado para exercer o cargo se esse for o caso o mesmo deve ser honesto e mudar de comportamento ou entregar o cargo e esperar no Senhor é melhor entrar no céu  como servo do que ir para o inferno com o cargo.
      

COMO SE COMPORTAR NO MINISTÉRIO

            Já vimos o exemplo do Apostolo Paulo e suas recomendações agora vamos  analisar o que é o comportamento ético dentro do ministério, devemos ter em mente que estamos debaixo de uma organização hierárquica onde existe sempre acima de nos alguém que foi colocado por Deus  e que devemos respeitar e honrar ou seja estamos sempre debaixo de autoridade espiritual e quando isto não acontece a insubmissão que poluiu o universo santo de Deus quando Lúcifer se rebelou e a mesma  e a rebelião é inevitável, devemos ser humildes o suficiente para entendermos que somos limitados e que as vezes nós damos pouco a obra de Deus e queremos as vezes criticar a quem se da mais.
             Se estou debaixo de autoridade  espiritual Deus  esta no controle mesmo quando houver injustiça ele não terá o culpado por inocente ( Na c 1 v 3 ) embora que as vezes prova-nos com sua longanimidade compassiva mas ele sabe conduzir-nos no meio da tempestade.
            Sabemos que temos autoridade por causa do cargo, mas não podemos dar liberdade à vaidade de nosso ego e esquecermos do maior exemplo de todos os tempos o de Cristo que veio para servir e não para ser servido, quantos se esquecem disso quando chegam ao ministério, saber respeitar os limites próprios e dos outros é algo imprescindível  para quem é chamado por Deus a servi-lo através de algum cargo, evitar falatórios desnecessários e inconveniente é fundamental para um bom comportamento dentro do ministério, evitar a calunia a mentira o disse me disse a contenda as murmurações os escândalos e rebeliões é o mesmo que cuidar de si e da Igreja sabendo aconselhar quem assim se portar e nunca apoiar tais atitudes mas sim reprova-las.


A ÉTICA  COMPORTAMENTAL

            Saber portar-se adequadamente em todos os lugares é algo que requer cuidados por parte de quem tem desconfiometro infelizmente falta isso ao ser humano e as vezes vemos exageros na hora do culto, durante a ministração, da palavra, no apelo, nas reuniões no cumprimentar as pessoas no falar no julgar no agir de um modo em geral no nosso caso vamos nos deter apenas a função proposta no tópico.
 

A HIGIENE E A APARÊNCIA

            Ter um terno só não é recomendável o conveniente e ter mais de um, mas pior do que só ter um é não cuidar dele é se apresentar perante a Igreja com um terno sujo fedendo, rasgado faltando botões da mesma forma a gravata suja mal arrumada grande ou pequena demais sapatos sujos, furados enfim cuidar da nossa aparência é muito importante, pois as pessoas estão observando nosso comportamento.
            Alias tem pessoas que acham que usar perfume, desodorante loções é pecado, mas pior do que isso é chegar à Igreja fedendo a suor a mofo, isso é um desrespeito a ao templo do Espírito Santo que é nosso corpo, ( I Cor c 6 v 19 ). Tomar banho escovar os dentes se barbear, pentear os cabelos e corta-los periodicamente é necessário ao desempenho da função, ( I Tim c 3 v 7).
             Evitar comer alimentos que exalam um cheiro forte ao se falar como cebola, alho e peixe principalmente, quando for ministrar ou participar de celebrações.

 

ÉTICA  NO TRATO COM JOVENS E CRIANÇAS


 
            Ser obreiro hoje em dia não é fácil sei que nunca foi eu mesmo já tenho alguns anos que exerco meu ministério e garanto com o passar dos anos e com o aumento da liberalidade social que atinge a educação dos filhos na família acaba atingindo a Igreja os jovens de hoje com o acesso a tecnologia e os meios de comunicação principalmente a internet, estão a frente de muitos de nos no conhecimento e as vezes se envolvem muito com essa suposta “educação” e quando na Igreja querem tratar os obreiros de forma virtual isso é notório no linguajar deles e comportamento é preciso o Diácono que é quem esta cuidando do comportamento de idas e vindas durante o culto saber lidar com essas mudanças e evitar o confronto e o bate boca com crianças e jovens principalmente crianças quando as mesmas derem trabalho não perca tempo com elas chame a mãe  e o pai  e transfira a responsabilidade de chamar a tenção e corrigir para eles. Quando jovens der trabalhos ou responder mal seja sábio anote o nome dele ou dela e entregue ao pastor da Igreja que saberá o que fazer.

 

Pr. Ronaldo Andrade Pinheiro